Ah, as férias…

Um resumo do que aconteceu entre os dias 27 de dezembro de 2014 e 11 de janeiro de 2015.

Sobre a viagem

Um professor querido nos emprestou seu apartamento em Santa Teresa no Rio, enquanto ele viajava, para passarmos o final de ano. Ficamos – eu, Dudu, Otávio e Arthur – duas enormes e maravilhosas semanas que se transformaram em uma das melhores férias dos últimos tempos pra mim.

É estranho ficar na casa de alguém assim. Ao mesmo tempo que ficamos totalmente acostumados com o lugar e já agimos como se fosse meio nosso, temos que tomar o dobro de cuidado porque, na verdade, nada é nosso. Mas um copo foi quebrado, não teve jeito.

Santa Teresa,RJ - dez 2014

Sobre os trabalhos

A verdade é que essas foram meias férias. Não sinto que o ano acabou. Acho que 2015 só vai começar mesmo em março, depois que eu defender a dissertação. Parece uma desculpa esfarrapada, mas quem já passou ou está passando por isso deve me entender. O mestrado fica martelando na cabeça e acabo me sentindo culpada as vezes porque deveria estar estudando ao invés de fazendo qualquer outra coisa (se eu sumir de repente esses meses, vocês já sabem o porquê).

Mas essa mudança de ares foi excelente pra dissertação. Consegui escrever em torno de 15 páginas e ainda ler algumas coisas, ou seja, bati um recorde. Quando vai chegando na reta final assim, qualquer vírgula escrita é lucro e nunca pensei que conseguiria escrever nada nessa folga, mas fiquei feliz.

Agora, sobre um trabalho divertido: começamos a pensar no roteiro do nosso próximo curta. Nós ganhamos um prêmio com o Marx Pode Sair, mas isso é assunto pra outro post.

_MG_9173

Sobre leituras

Os donos dessa casa são um casal de professores foda (não tem outra palavra), então os dois tem estantes de livros abarrotadas e maravilhosas. Planejamos de várias maneiras roubá-las, mas não deu. Uma das estantes é quase só de livros infanto-juvenis e eu me descobri, ou redescobri, ali. Acabei lendo 14 livros nessas duas semanas.

A maioria são livros com muitas figuras e menos texto, por isso essa quantidade, que na verdade não é o que importa também. A questão é que eu lembrei como esses livros são bons de ler, mas acabamos não fazendo muito caso porque são pra criança, o que é uma bobeira. Li outros sem ser infanto-juvenis também, como poesia e graphic novels, então foram muitas descobertas boas pra mim esses dias.

Coisa rara: acabei não assistindo a quase filme nenhum. Vi Mommy no cinema – recomendo muito! – e revi Pierrot le fou – que sempre surpreende todas as vezes que assisto.

Santa Teresa,RJ - jan 2015 (2)

Sobre o futuro próximo

Juntando tudo isso, me dei conta de que com a desculpa do mestrado, acabei lendo pouquíssimo nos últimos dois anos, e também escrevendo pouco, que são coisas que eu amo fazer.

Não sou de fazer resoluções pro próximo ano e coisas assim, mas depois do mestrado pretendo tirar os livros da estante e parar de ficar só olhando pra eles. Junto com os filmes, quero começar a escrever sobre livros também aqui no blog, o que já é uma vontade antiga.

Quero muito dar uma repaginada nesse espacinho aqui e deixar as coisas do meu jeito. Também é um desejo antigo, mas vocês sabem como isso é demorado, né?

Santa Teresa,RJ - jan 2015 (3)

E vocês, o que fizeram ou estão fazendo de bom nas férias?

Me contem aí! o/

 

Anúncios

20 comentários sobre “Ah, as férias…

  1. Ei Carol! Que delícia de férias! Adoro quando vc escreve sobre a rotina, quase que me vejo vivendo as coisas com vc!
    Tbm consegui adiantar um pouco a vida nas minhas, essa mudança de ares/rotina é fundamental.. pena que passa voando!
    Quero muito ler e assistir mais filmes esse ano e mudar a carinha do meu blog tbm!
    Espero que consigamos! E que você mande super bem no mestrado e tenha muito tempo pra escrever aqui! :D

  2. também passei uns dias na casa de outra pessoa. por mais que a gente vá se acostumando, achando aquilo meio nosso, ainda é meio estranho. falando em leituras, depois de séculos resolvi voltar a ler. antes tarde do que mais tarde, HAHA. aproveitei os dias na praia pra terminar um livro e na vitória de terminar ele aumentei a minha lista de querências absurdamente. vamo vê no que vai dar 2015 né.

    sucesso aí nos teus projetos.

  3. Post sobre o dia a dia é sempre bom de ler, fiz pouca coisa, estou me preparando esse 2015 vai ser bem pesado! Tirou foto da estante de livros? Acho muito boa a sua ideia de resenhas sobre livros, acho que só falta isso no seu blog. Desejo toda a sorte do mundo na sua defesa! Bjooos

  4. O que eu fiz nas férias? Machuquei o joelho. Estou de molho em casa, esperando arrumar um horário para algum médico dar jeito :(
    Fora isso, tenho planejado algumas coisas na minha cabecinha inquieta… e espero ansiosamente para ler as novidades do seu blog!
    Beijos!

  5. Pra começo de conversa: que linda essa última foto! <3
    Parabéns pelo prêmio com Marx Pode Sair! Conta mais, conta mais!!!
    E, claro, vou adorar saber mais sobre o que você anda lendo… Mas OK, a gente espera você terminar esse mestrado (sei como esses últimos meses são sofridos).

  6. 15 páginas da dissertação? Bateu uma invejinha aqui… rsrs!
    Eu realmente entrei de férias e nem toquei em dissertação, livros de mestrado e qualquer coisa do tipo. Aproveitei bastante, mas agora vai ser aquela correria pra voltar para as obrigações!

    Espero que seja um ótimo ano pra ti *-*

    Beijos!

  7. Faz muito tempo que eu não tiro férias. Desde que eu comecei a trabalhar, há quase cinco anos. Pretendo tirar esse ano (tenho que tirar, meu chefe disse que não ia comprar de novo), mas ainda não sei o que vou fazer.
    Não sei se eu teria coragem de pegar a casa de outra pessoa emprestado.
    Acho que é a primeira vez que eu leio sobre o seu curta. Parabéns pelo prêmio!
    Algum livro, dentre os 14, que tenha chamado mais atenção? Estou procurando mais poesia e graphic novels (dessas então só li 2 até hoje) para ler.

    • Obrigada! :)
      Então, de tudo que eu li posso dizer que o mais surpreendente foi o livro Vermelho Amargo, do Bartolomeu Campos de Queiroz, e também o primeiro volume da graphic novel Em busca do tempo perdido, uma adaptação do livro do Proust. É incrível demais, até comprei pra mim hahaha Comprei os 3 primeiros volumes, são 6. Quando eu ler, comento aqui no blog!

  8. Meus parabéns pelo prêmio de Marx Pode Sair! e agora quero saber mais sobre esse curta. Pode contar pra gente. E sim, livros infantis são muito bons, eu diria que reveladores, pois mostram de um jeito muito mais lúdico a forma de ver a vida, principalmente pelas crianças. Triste de quem “despreza” esse tipo de literatura.

  9. Por aqui as férias tem livros, tem séries, tem desapego, tem amor e jajá tem viagem também (a minha vai ser no finalzinho das férias). Mas o marido tá terminando a dissertação, que nem tu… e o clima é de férias, só que mais ou menos.
    Boa sorte nessa etapa final, Carol! =*

  10. Nossa, parece que essas férias foram uma salvação pra ti mesmo! Esse ano começo meu mestrado e já estou aflita em pensar em não ter tempo pra ler e escrever… Já me dá até um troço, porque eu sei que é uma coisa gente doida esses dois anos. Espero que dê tudo certo na tua dissertação! :D

O que você pensa sobre isso?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s