Curta da vez: Éclat du jour

Já disse várias vezes aqui que filmes com crianças no elenco, principalmente quando todos são crianças, me chamam muita atenção e foi principalmente por isso que quis assistir esse. Éclat du jour – ou Daybreak, em inglês – é de Montreal e foi dirigido por Ian Langarde.

Tecnicamente falando, o filme é bom e bonito. Gostei dos enquadramentos, das locações, os movimentos de câmera são precisos, os figurinos bem naturais. Tudo isso combinado com diálogos mínimos, acabou criando uma vibe bem realista e natural mesmo, não tenho outra palavra, no sentido de que, pra mim, tudo aquilo poderia de fato acontecer e ser daquela forma.

O plano inicial do menino andando com o espelho foi excelente. Quem nunca fez isso? E o outro momento em que o outro menino estava, sei lá, testando seus limites ao brincar de ser enforcado e depois começa a fazer caretas foi esquisitíssimo, mas genial na minha opinião. Gosto desses momentos estranhos, que não dizem nada, que não estão tentando “passar uma mensagem”, mas que fazem todo o sentido de estarem ali.

Mas, mais do que o aspecto técnico, achei que o curta foi feliz em tratar desse momento da infância em que ser curioso, ser inocente, ser cruel, querer se divertir, está tudo junto e misturado. São linhas muito tênues que dividem todas essas situações exatamente porque quando somos crianças, somos crianças. Na maioria das vezes não sabemos a consequência do que fazemos. As coisas valem por si só no momento em que elas acontecem.

Enfim, é difícil dizer porque minha cabeça não pensa mais como quando eu era criança e não me lembro porque eu fazia as coisas que fazia. Mas, e acho que nesse ponto que o filme foi feliz, nós todos conhecemos a sensação de ser pegos, de estar fazendo algo errado, de ter magoado alguém, por maior que seja nossa inocência quando pequenos. É horrível quando percebemos que fizemos merda, né? E conhecemos esse sentimento e conseguimos lembrar dele justamente porque acredito que seja o mesmo que sentimos desde quando éramos crianças até hoje.

Esse não é o filme da minha vida, gente, não é o melhor curta que já vi, mas me fez pensar nessas coisas. E acho que quando um filme me faz pensar assim, ele foi bom pra mim. E se foi bom pra mim, eu fico com vontade de mostrar pra vocês!

E é isso. Me contem o que vocês acharam se assistirem!

Bom final de semana!

via Short of the week

Anúncios

4 comentários sobre “Curta da vez: Éclat du jour

  1. eu achei o curta interessante e parece ter “mais cachorro nesse mato”.. ahhahha eu sempre qnd vejo filmes com crianças eu acho q tem a ver com a nossa visão do q eh ser criança, ou queremos comparar com adultos, nao sei muito bem… acho q gostaria de ver o curta de novo pra reparar melhor… achei bem legal.

    um q o Ferds me mostrou e eu quero ver melhor é o Teenagers q fala da invenção da adolescência..beeem bacana tb

  2. não consegui ver o curta porque a internet aqui tá de zoeira :~ mas o texto me fez lembrar do filme O PEQUENO NICOLAU que super indico. bem essa pira sobre ser criança e como elas veem o mundo. acho que cê vai gostar :*

O que você pensa sobre isso?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s