Flight of the Conchords <3

Sabe quando você começa a assistir uma série sem expectativas? De repente fica viciada, come a primeira temporada, come a segunda com a certeza ABSOLUTA que há uma terceira? E depois descobre que não tem? Então, foi isso que aconteceu.

Eu nunca havia ouvido falar de Flight of the Conchords, não sei se ficou popular no Brasil na época do lançamento. Minha história com a série foi mais ou menos assim. Um dia, por acaso, assistindo clipes no youtube, esse vídeo apareceu como relacionados:

E aí eu meio que gostei, achei engraçadinho e diferente. De repente vi que haviam muitos outros vídeos deles nos relacionados. Fiquei super curiosa e fui assistir esses daqui:

Então, fiquei com Hurt Feelings na cabeça e não conseguia parar de cantar. Foi quando eu soube que deveria procurar saber mais sobre os dois rapazes.

Flight of the Conchords é uma série musical de comédia que conta a história de dois neo-zelandeses – Bret McKenzie e Jamaine Clement – que vão pra NY tentar a vida como músicos. Eles tem um agente, Murray Hewitt, que não é um agente de verdade e trabalha no consulado da Nova Zelândia em NY. Eles tem uma única fã, Mel, que no final das contas é uma stalker que tenta ficar com eles de qualquer forma.

Os dois passam pelas mais diversas, constrangedoras e engraçadas situações para tentar sobreviver na cidade.

Bret e Jamaine se chamam mesmo Bret e Jamaine, são músicos e comediantes e foram colegas na universidade em NZ. Eles ficaram amigos, começaram a fazer apresentações juntos e a ganhar prêmios por aí. Os dois costumavam se referir a eles mesmos como “New Zealand’s fourth most popular guitar-based digi-bongo acapella-rap-funk-comedy folk duo”. A coisa foi ganhando outras proporções e em 2007 a primeira temporada da série Flight of the Conchords foi lançada pela HBO.

 photo flight_zpsd7a32408.png

Por que assistir a série?

Primeiro, se você gosta do combo comédia+musical não tem como dar errado.

Segundo, Bret e Jamaine são realmente muito talentosos. A série tem uma linha guia, mas os episódios são bem independentes entre si. Em cada um deles rola uma história diferente que é entrecortada pelas músicas da dupla. Acontece que não são simplesmente músicas de humor e diferentes. Eles tem uma bagagem musical que é gigantesca e usam referências – as vezes diretas, as vezes não – de outros artistas, bandas, gêneros musicais, épocas e etc, criando paródias. Encontrei nesse link as especulações dos fãs sobre os clipes que eles fazem paródias e é realmente impressionante!

Terceiro, acho que foi uma boa maneira de me introduzir na cultura da NZ, embora com certeza eles também estivessem fazendo um pouco de graça disso. Eu não sei nada sobre o país, na verdade nem pensava sobre esse lugar, mas os dois são retratados como caras bem certinhos, inocentes que não tem e muitas vezes não entendem a malandragem de cidades grandes. Não sei como é o povo da NZ e se esse esteriótipo é real ou é exagerado ou qualquer outra coisa.

No início, fiquei esperando que eles fossem se contagiar pela vibe de NY, que fossem ficar super descolados e famosos. Mas não, eles continuaram como a dupla do interior da NZ que fazem músicas sobre aquilo que eles vivem. Eles são sacaneados, ficam sem dinheiro pra pagar aluguel – inclusive esquecem que a moeda não é a mesma – tem problemas pra arrumar namoradas e não conseguem fazer muitos amigos. E todos esses conflitos são a base para as músicas.

E em quarto e último lugar, complementando o que falei acima, a série foi produzida e dirigida pela própria dupla, o que mostra que, além de tudo, eles são realmente bons comediantes. Eles conseguem tratar de temas mais pesados ou mais sérios de forma muito direta e inocente – do ponto de vista dos personagens – que no final resulta em um humor leve, bem inteligente, sem drama. Pelo menos foi o que senti assistindo a série.

Como contei no início, eu e Dudu ficamos fissurados na série assistimos as duas temporadas em pouquíssimo tempo. Estava prevista uma terceira temporada, mas os dois decidiram terminar a série antes. Só que euzinha devo ter lido rápido essa informação por aí e acabei pensando que tinha de fato mais uma. Podem imaginar minha decepção, né? Não acredito que não tem mais músicas, haha!

Mas foi ótimo, achei o final foi excelente, bem condizente com o que eles vinham desenvolvendo ao longo da série. Foi a medida certa pra terminar bem. E eu acho que vou terminar o post por aqui também porque senão vou começar a falar dos episódios e das das músicas e não vai ter graça nenhuma se eu contar, vou é tirar toda a graça da série, haha.

No mais, só posso deixar aqui minha recomendação! Nem que seja pra assistir aos vídeos deles no youtube. Vale a pena demais! <3

É isso tudo, pessoal!

Anúncios

8 comentários sobre “Flight of the Conchords <3

  1. Eu acho que é bem possível que eu goste dessa série, mas mais possível ainda é meu namorado. Onde tu encontrou pra baixar? Apesar de não curtir muito musicais, fiquei bem interessada na sinopse que tu apresentou. Depois conto o que achei, beijos!!

  2. Confesso que sou um desastre em acompanhar séries. A única que acompanhei na vida foi Felicity. Achei interessante e vou dar uma olhada nos vídeos com mais calma. Música de cotidiano e engraçadas só me lembra Phoebe do Friends hahahahha

    Beijossss!

O que você pensa sobre isso?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s