Penny Dreadful: algumas impressões

Penny Dreadful é uma série norte-americana lançada esse ano pelo canal Showtime. A primeira temporada acabou tem pouquíssimo tempo e a segunda está prevista para o ano que vem. Alguém falou sobre ela em algum site/blog e por se tratar de algo entre terror, suspense e fantasia, me interessei. Mas depois notei que algumas pessoas estavam reagindo de forma muito parecida com a minha à série e resolvi contar pra vocês, pra gente trocar figurinhas.

Só pra explicar, penny dreadful era o nome dado a publicações de terror vendidas no século 19 na Inglaterra. Elas custavam muito barato e por isso ganharam esse nome que em português seria algo como “centavo de terror” (me contem se eu estiver errada!)

 photo penny6_zpse8273ee9.jpg

O título cabe muito bem. A série realmente é uma história de terror/suspense/fantasia que se passa na Inglaterra vitoriana. Sir Malcom Murray é um explorador que fazia viagens constantes à Àfrica para, vocês sabem, fazer as coisas que um explorador faz. Na série ele está em busca de sua filha Mina, que foi sequestrada por um ser sobrenatural.

Ele consegue formar uma equipe para ajudá-lo nessa empreitada: Vanesa Ives, amiga de infância de sua filha, médium que, através da sua relação bem próxima com seres demoníacos, consegue estabelecer conexões com Mina; Ethan Chandler, um artista circense norte-americano, muito habilidoso com armas e que não tem medo do perigo; Dr. Victor Frankenstein, um médico perseguido pelas suas experiências com cadáveres e Sembene, o criado africano e fiel de Murray.

O elenco é de peso, Eva Green, Josh Hartnett, Timothy Dalton e outros que sei que fizeram outras séries conhecidas. Confesso que esses dois primeiros nomes me chamaram muito a atenção e influenciaram na minha vontade de ver a série.

 photo penny1_zps10bc2dfb.jpg

A série tem uma excelente qualidade técnica. Os efeitos são impecáveis, o tratamento de cor da imagens é muito bom e com esse elenco é difícil que ela ficasse ruim na construção da atmosfera da história. Enfim, “imageticamente” falando, nota 10.

Sobre o conteúdo, ainda estou indecisa. Não vou contar o final pra não estragar a experiência de quem está assistindo ou pretende assistir, mas tive muitos altos e baixos. Alguns episódios realmente me pegaram e outros achei completamente bobos. Acho que parte disso tenha sido causado pela mistura porraloca que a série faz, haha. Vi muitas pessoas comentando sobre isso também.

 photo penny4_zps4284e8cf.jpg

Na história aparecem demônios, alguns seres sobrenaturais não identificados, lobisomem, vampiros, Frankenstein e seus monstros, Dorian Gray – aquele do livro O Retrato de Dorian Gray -, Van Helsing e espíritos egípcios antigos. Parece que eles basicamente tentaram pegar referências de lendas, personalidades e personagens famosos da época e colocar tudo junto e misturado. Não estou dizendo que foi ruim, mas acho que me distraiu um pouco.

Percebi essa primeira temporada como uma grande apresentação da série. O plot, que é encontrar Mina, na verdade foi uma grande desculpa para aparecerem todos esses seres e personalidades e também para conhecermos um pouco os personagens. Confesso que fiquei mais interessada no Dorian Gray do que em saber onde a menina estava, haha!

 photo penny2_zpsd630566a.jpg

 photo penny5_zps55250e9a.jpg

Eu fui assistindo mais por curiosidade – tanto pela série, tanto pelos “penny dreadfuls” reais – e agora que essa primeira temporada terminou com um desfecho para o plot, quero ver o que virá na segunda. Confesso que ainda não decidi se gostei totalmente, mas quero muito continuar vendo. Faz tempo que não assisto nada com essa temática, que particularmente gosto bastante, e acho que por isso fiquei empolgada. Resolvi escrever aqui porque queria saber a visão de quem já viu alguma coisa da série! Não tenho ninguém pra conversar sobre, haha!

E você, que outras séries tem assistido ultimamente? Também gostam dessa vibe de história? (:

Anúncios

8 comentários sobre “Penny Dreadful: algumas impressões

  1. Eu gosto bastante deste seriado, e vc explicou certinho a brincadeira com o nome, é bem isso. Eu realmente gostei do mix de personagens o legal que por enquanto tudo se encaixa, menos a parte egípcia [penso ser meio forçado]. Tem a Mina do Dracula e o Dr. Harker que eu quero muito ver. Só não sei de onde veio a Vanessa Ives, vc sabe?

    Eu atualmente vejo Ray Donovan e Madmen que chega ao seu fim, eu sou meio chato com seriado, gosto de ver aos pouquinhos não consigo ver um montão de episódios aos mesmo tempo.

    Se quiser podemos conversar sobre o seriado, seria legal

  2. Ainda to assistindo essa (to acompanhando pela HBO, então to atrasado, rs), mas fiquei com a mesma sensação q vc. É uma mistura louca de coisas que distrai pra caramba. É mta informação junta, hahaha. Mas tenho acompanhado principalmente pela interpretação da Eva Green. Que show essa mulher ta dando. E dos 3 atores q vc citou, era a única q eu não conhecia. Inclusive sabia mais da carreira da Billie Piper (a prostituta) do que da Eva :p
    Sobre outras séries, atualmente só to acompanhando Falling Skies (que tá na berlinda) e a série clássica do Doctor Who, q ainda não tinha visto (só a série atual). Mas tem outras pra começar, tipo Hell On Wheels, Constantine e The Newsroom.
    Bjs

      • A série clássica de Doctor Who é gigantesca mesmo. Uns 600 eps, se não me engano. Mas a série atual não é tanto. Deve ter uns 90 e poucos. E não precisa ver a clássica pra entender a nova, apesar de existirem ligações :p

  3. Confesso que essa coisa de seres sobrenaturais me desanima um pouco… Não tenho muita paciência para essas coisas, então acabo não assistindo. Estou terminando Twin Peaks e depois vou partir para a sétima temporada de Madmen.

O que você pensa sobre isso?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s